O Futebol e Eu (parte I)

Posted on quarta-feira, 9 julho 2008. Filed under: Sem-categoria | Tags: |

Eu nunca gostei de futebol.

Futebol de campo é um jogo chato. Os caras ficam ali correndo de um lado para outro, fazendo exercício aeróbico e dando caneladas. Uns poucos jogadores participam em cada jogada. Os outros ficam assistindo.

Futebol é excessivamente longo. Duas horas de enrolação. Mesmo nos jogos de grandes times, com muitos jogadores de primeira linha pouca coisa de interessante ou emocionante acontece na maior parte do tempo.

É um esporte no qual o grande momento só acontece raramente. Uma partida terminar 0x0 ou 1×0 é a coisa mais comum. Ocorre também que a contagem é baixa, cada ponto é apenas um ponto. É muito difícil haver grandes números finais. E quando isso acontece certamente há uma “goleada”, ou seja uma grande diferença de qualidade entre os dois times, sinônimo de jogo ruim.

Futebol é um esporte em que existe empate e onde os times as vezes jogam pelo empate! E isso é considerado normal, parte do jogo e tal. Ou seja, o pessoal vai assistir um evento cujo final deixa tudo exatamente como era antes.

Há vários canais de esportes na TV paga, mas na esmagadora maioria do tempo estão exibindo jogos ou conversando sobre futebol. Na TV aberta nem se fala.

Não se pode esquecer que o futebol é um esporte em que o melhor time nem sempre ganha. Aliás, se o melhor time não ganha, ninguém fica surpreso. Na verdade chamar Futebol de esporte é um pouco de exagero. Trata-se de um jogo, quase um jogo de azar. Não é à toa que é conhecido como “uma caixinha de surpresas”.

No Futebol existe impedimento. Pra começar a maior parte das pessoas não entende este regra. Se eu não estou enganado, é uma regra que procura impedir que o pessoal faça mais gols.

Futebol de Campo é um esporte atrasado. Raríssimas vezes permite a introdução de mudanças que venha a torná-lo mais ágil, interessante e divertido. Parece até que as regras foram escritas em pedra, ditadas diretamente por Deus. Certa vez fui a um estádio e rapidamente me entediei. Quando percebi havia acontecido um gol. Senti que algo estava faltando. Percebi que queria ver a reprise do gol! Mas isso simplesmente não é permitido!

No Brasil vivemos uma monocultura do Futebol. Isso deve ser a pior parte. A maneira como o futebol domina tudo neste país é algo terrível. Se Marx conhecesse o Brasil, usaria o futebol e não a religião como exemplo do ópio do povo. As pessoas não se incomodam com a situação econômica em que vivem, com a pobreza, a falta de educação, emprego, com o comportamento dos políticos. Não se preocupam nem sem serem honestos com sua própria religião. O Brasileiro é um “católico não praticante”. Tudo o que importa é o seu time de futebol. Como todos só pensam em futebol não há espaço para outros esportes. Atletas fantásticos, muito esforçados, que poderiam brilhar no mundo todo não conseguem desenvolver todo seu potencial por não haver patrocínio, apoio, equipamentos, torcedores, etc.

Pra completar, o futebol no Brasil está associado a uma das mais desprezíveis formas de vida já conhecidas, que atende pelo nome de Galvão Bueno. Por nada eu fico na sala ouvindo os disparates deste senhor.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( 1 so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...